Temática | Livro Lamentações de Jeremias

Bíblia do Caminho Seção Temática

Livro Lamentações de Jeremias


Lamentações. Discursos ou composições tristes, elegias como o lamento de David sobre Saul e Jônatas (2 Sm 1.17-2).  † 

Lamentações de Jeremias é um livro do Antigo Testamento localizado na Bíblia entre Jeremias e Ezequiel, mas nas escrituras hebreias no Hagiógrafo n ou Escritos Sagrados, entre Ruth e Eclesiastes. Deixe o leitor tomar nota do fato de que dos cinco capítulos de Lamentações, 1, 2, 4 e 5 cada um tem vinte e dois versículos, e o capítulo 3 tem 22 vezes 3 = 66 versículos. Há vinte e duas letras distintas no alfabeto Hebreu, e nos capítulos 1, 2 e 4 os versículos são organizados alfabeticamente, o 1° versículo começando com Aleph, o 2° versículo com Beth; o 3° versículo com Ghimel; e o 4° versículo com Daleth e assim por diante até o final. Nos capítulos 2 a 4 os primeiros três versículos começam com Aleph, os segundos três com Beth, e assim por diante até o fim. Porém, nos capítulos 2 a 4 a ordem das letras Ain e Phe não é a mesma que no capítulo 1 e no Sl 119, ela está invertida, de forma que o Phe precede o Ain. O quinto capítulo não tem um arranjo alfabético. O tema de todas as cinco elegias ou lamentações é a captura e destruição da capital judia, com o terrível sofrimento de seus defensores pela fome, pela espada e pelos ultrajes de toda sorte. A catástrofe, admite-se, foi causado pelos pecados do povo, sem mesmo omitir os profetas e os sacerdotes. Em várias passagens do livro o estado Judeu é personificado como um homem, e lamenta-se seu duro destino (1.9,11,12-22; 2.18-22), ou o profeta representando a nação, falando na primeira pessoa (2.11; 3.1-51, e também 52-66). Não obstante, este livro é anônimo no hebraico sendo nomeado tão só por sua primeira palavra “Como”, todavia, também está organizado entre o Hagiógrafo. Críticos, mesmo os de tendências racionalistas, atribuem os primeiros quatro capítulos a Jeremias, o quinto capítulo ou não-alfabético, pensam que talvez possa ter vindo de outro autor. Na Septuaginta, a seguinte declaração é anteposta como prefixo ao livro: “E aconteceu que depois que Israel foi levado ao cativeiro, e Jerusalém ficou despovoada, se sentou o profeta Jeremias a chorar, e rompeu em endechas n sobre Jerusalém com  estas lamentações, e disse: Chora Jeremias a desolação de Jerusalém, e anuncia as vinganças do Senhor contra os que se alegrarem com a desgraça desta cidade”. A atribuição do livro ao profeta é, deste modo, antiga; e comumente tem sido, embora não sem exceção, atribuída a ele  tanto pelos antigos como pelos modernos acadêmicos, e admite-se geralmente que as elegias devem ter sido escritas durante, ou bem próximo, dos tempos de Jeremias. O profeta lamentou-se por Josias (2 Cron 35.24, 25). Se suas elegias neste assunto foram feitas por escrito, elas ficaram perdidas, e não constituem o nosso atual Livro de Lamentações. — (Dicionário da Bíblia de John D. Davis©



[1] Hagiógrafo — Adj. Diz-se dos livros do Antigo Testamento, menos o Pentateuco e os Profetas.


[2] Endecha. Canção triste, poesia fúnebre. Composição formada de estâncias de quatro versos de cinco sílabas. (Este pequeno proêmio ao 1° capítulo é considerado não canônico pelos melhores teólogos.) Nota do padre Antonio P. Figueiredo.


.

Abrir