Bíblia do Caminho Seção Temática

Livro de Naum


Naum [compassivo]  † 

Um profeta nascido em Elcese; que sem dúvida era uma aldeia da Palestina. Profetizou para Judá (1.15), e não para as dez tribos em cativeiro. A posição do livro entre os profetas menores, depois de Miqueias e antes de Habacuque e Sofonias, é uma evidência de que ele foi escrito entre o início do reinado de Ezequias e o final do reinado de Josias (Mq 1.1, Sf 1.1); porque o profeta cita a destruição de No-Amon no Egito (3.8-10), que foi derrotada pelos assírios em 664 A. C., e prediz a queda de Nínive (7), que ocorreu aproximadamente em 606 A. C., estreitando assim os limites de tempo no qual a composição do livro deve ser procurada, para os cinquenta e oito anos decorridos entre estes acontecimentos.  Era uma época em que o povo de Judá estava desanimado em razão das persistentes invasões dos assírios e o cativeiro de seu rei. O tema da profecia é o peso de Nínive (1.1). O profeta insiste na verdade familiar de que Jeová é um Deus cioso, cuja vingança certamente cairá sobre seus adversários, mas que é um baluarte aos que confiam nele (2-8), aconselha o povo para que se façam de surdos àqueles que falam contra a demora de Jeová e os aconselham a abandonarem seu serviço (9,11), declara que o propósito inalterável do Senhor é entregar-se a seu povo (12-14), exorta-os à lealdade inabalável a seu Deus e à fiel observância em sua adoração (15). Com base nesta verdade, o profeta passa a descrever a derrota do poder mundano que então estava oprimindo o reino de Deus. Retrata o sítio da cidade (2.1-10), e  aproveita a ocasião para zombar da cidade que tinha sido como um esconderijo de leões (11-13). Retorna à descrição do sítio, e atribui o julgamento que acontece à cidade a multidão de seus crimes (3.1-4). Esta insinuação leva a uma mudança da figura, e descreve a punição como o castigo de uma rameira (5-7). Chama a atenção para o fato de que Nínive não é melhor do que No-Amon, que sofreu em cativeiro (8-10), e ele prediz que como No-Amon, Nínive será destruída (11-19). (…) — (Dicionário da Bíblia de John D. Davis©


.

Abrir