Bíblia do Caminho Seção Temática

Messias





Messias (João 1. 41; 4. 25), da forma grega [ungiu um].

Uma palavra hebreia, a que a palavra grega Christos corresponde. Era aplicável a qualquer pessoa ungida com o óleo sagrado; como o sumo sacerdote hebraico (1 Sam 12. 3, 5) ou o rei (2 Sam 1. 14, 16). O título é dado aos patriarcas Abraão e Isaac e a Ciro, rei Persa, como escolhidos para administrar o reino de Deus (Sl 105. 15; Is. 45. 1). Quando Deus prometeu a David que o trono e o cetro deviam permanecer na sua família para sempre (2 Sam 7. 13), o título adquiriu uma referência especial e denotou o representante da linha real de David (Sl. 2. 2; 18. 50; 84. 9; 89. 38, 51; 132. 10, 17; Lm 4. 20; Hc 3. 13). E quando a profecia começou a anunciar um rei que devia aparecer nesta linhagem e ser o grande libertador das suas gentes (Jer 23. 5, 6), cuja geração é desde o princípio, desde a eternidade (Mq 5. 2-5), e que devia sustentar o trono e o reino de David para sempre (Is 9. 6, 7), o título de Messias, por excelência, ficou naturalmente ligado a ele (Dn 9. 25, 26; Targum Onkelos, Nm 24. 17-19), e em última instância se tornou uma designação habitual dele, sendo tão comum quanto o título de filho de David (Jo 1. 41; 4. 25; e na forma Cristo, Mt 1. 1 e citação). O termo profecia Messiânica denota toda profecia que trata da pessoa, trabalho, ou reino do Cristo; ou  então, se faz menção expressa ao Cristo ou fala da salvação futura, glória, e consumação do reino de Deus ainda que sem menção ao mediador. Os tempos Messiânicos não se referem exclusivamente ao período quando o Cristo viveu na Terra. Ele compreende geralmente a dispensação que o Cristo inaugurou e conduz como rei e mediador, visto em sua totalidade ou em seus aspectos parciais. — (Dicionário da Bíblia de John D. Davis©


.

Abrir