Bíblia do Caminho Seção Temática

Livro de Josué


O Livro de Josué segue corretamente o Deuteronômio nas Escrituras hebreias; pois ele continua a história da morte de Moisés, que foi o último acontecimento registrado no Deuteronômio.  † 

Está mais intimamente ligado com o Pentateuco que com os livros que o seguem; pois o espírito mosaico era ainda ativo na história que relata; e é a continuação de Gênesis em que registra a tão esperada posse da terra prometida a Abraão, como relatado em Gênesis. Mas desde que não foi escrito por Moisés, foi mantido separado dos cinco livros de Moisés nas Escrituras hebreias. Nas Escrituras é o primeiro “dos profetas” e começa a divisão deles denominada de “antigos profetas”, que compreende todos os livros da Bíblia entre Josué e 2 Reis inclusive, exceto Rute; veja Cânon. O livro pode ser dividido em três seções: I. A conquista de Canaã (1 a 12); incluindo a preparação para cruzar o Jordão e a passagem do rio (1 a 4.18), o estabelecimento do acampamento e a celebração da Páscoa (4.19 a 5.12), a captura de Jericó e Ai, a confirmação do convênio no monte Hebal, e o tratado com os gabaonitas (5.13 a 9), as campanhas do sul e do norte (10 e 11), e o sumário (12). II. A distribuição de Canaã (13 a 22); incluindo uma descrição das terras ainda não repartidas (13), sua distribuição com a designação de cidades de refúgio e a distribuição dos povoados à tribo de Levi (24 a 31), e o equívoco temporário sobre o levantamento do altar no Jordão como se se pretendesse dividir a nação (22). III. Despedida e morte de Josué (23 e 24).

É expressamente declarado que Josué escreveu “estas palavras” incluindo ao menos a narração dos atos em Siquém (23 a 24.25) no livro da lei de Deus (24.26). Os versículos finais do livro (24.29-33) foram escritos depois da morte de Josué, de Eleazar, e dos homens daquela geração. A teoria mais simples é que a conquista de Hebrom, Debir e Anabe aconteceu depois da morte de Josué e foi registrada prolepticamente em 15.13-20, que Zefate é chamado Hormá por antecipação em 12.14, e que este versículo reflete um acontecimento que ocorreu depois da morte de Josué (Jz 1.17); e que 19.47 registra a migração dos danitas nos dias dos juízes. É razoável concluir pelo caráter geral dos documentos e declarações casuais neles contidas, que grandes porções do livro foram escritas no tempo de Josué.  Em todo o caso, eles receberam a forma final enquanto o povoado de Ai ainda estava em ruínas (8.28), antes do reinado de Salomão, enquanto os cananitas ainda moravam em Gezer (16.10 com 1 Rs 9.16), e antes do reinado de David, numa época quando os jebusitas ainda ocupavam o baluarte de Jerusalém (15.63). — (Dicionário da Bíblia de John D. Davis©



[Vide no artigo Erros científicos: Se Josué um dia mandou o sol parar, não se vê em parte alguma que tenha mandado retomar o seu curso. — François Arago]


.

Abrir