Temática | Epístola de São Paulo aos Efésios

Bíblia do Caminho Seção Temática

Epístola de São Paulo aos Efésios


Esta epístola foi escrita pelo apóstolo Paulo quando era prisioneiro (3.1; 4.1; 6.20), provavelmente em Roma A. D. 62, embora alguns designam-na para o seu encarceramento em Cesareia (At 24.27). É endereçado aos santos que estão em Éfeso e aos fiéis em Cristo Jesus. Entretanto, algumas citações muito antigas omitem as palavras “em Éfeso.”. Os dois principais manuscritos do N. T. (Sinaítico e Vaticano) omitem-nos, e desde muito surgiram diferentes opiniões sobre a que leitores era dirigida, embora a tradição da igreja chamava-lhe “aos Efésios”. A explicação bem provável é que era uma carta circular para todas as igrejas da província da Ásia, e isso, desde que Éfeso era a principal delas, a epístola naturalmente veio ser considerada como endereçada a ela. Talvez o endereço estivesse em branco, e cópias fossem deixadas em cada cidade com o endereço preenchido. Seu caráter circular parece ser confirmado pela ausência nela de alusões a locais e discussões.  É um tratado doutrinal e ético na forma de uma epístola. Como aquela aos Colossences, foi enviada por Tíquico (6.21), e a semelhança de linguagem e pensamento mostra que as duas foram escritas ao mesmo tempo. Compare por exemplo:


Ef 1.1,2

com Cl 1.1,2

Ef 1.3, 20; 2.6; 3.10; 6.12

com Cl 1.5; 3.1-3

Ef 1.6

com Cl 1.14

Ef 1.8

com Cl 2.23

Ef 1.7

com Cl 1.14

Ef 1.9; 3.9; 6.19

com Cl 1.26; 2.2; 4.3

Ef 1.10

com Cl 1.20, 25

Ef 1.11

com Cl 1.12

Ef 1.17

com Cl 1.10

Ef 1.19,20

com Cl 2.12

Ef 1.20

com Cl 3.1

Ef 1.22

com Cl 1.18

Ef 1.23

com Cl 2.9


Estes são alguns exemplos a que o leitor da Bíblia poderá adicionar muitos mais. As duas epístolas foram evidentemente o produto da representação ideal do apóstolo sob as mesmas circunstâncias. Efésios parece ter sido escrita somente depois de Colossenses e nela os pensamentos se desenvolvem ainda mais. O tema de Colossenses é a superioridade da pessoa do Cristo e sua obra. Nesta aos Efésios é o estabelecimento da igreja, considerada como a totalidade dos remidos. Efésios, aliás, pode dizer-se, resume todo ensino anterior de Paulo com a finalidade de declarar o propósito de Deus na missão de seu Filho, que era a redenção de seu povo escolhido, a fim de manifestar para todo o universo a riqueza de sua graça. Doravante, supondo a salvação pela fé, a divindade e a obra acabada de Jesus e o chamamento dos gentios, avança a uma teodiceia completa. No capítulo 1 nós temos o que pode ser chamado o lado divino da história da igreja, que originou no soberano e eterno propósito de Deus (3-6), foi efetuado por obra do Cristo (7-12), e é certificado pelo selo do Espírito (13,14). Ele ora para que eles possam entender que a esperança do Cristo está chamando, e que o Salvador levantado e exaltado é a primeira fruta e a promessa (15-23). No capítulo 2 temos o lado humano da história, sendo ensinado que o eleito escapa do pecado e da condenação por graça imerecida [quando estávamos mortos pelos pecados nos deu vida juntamente em Cristo (por cuja graça sois salvos)] (1-10), e que judeus e gentios estão unidos pelo Cristo em um templo espiritual (11-22). No capítulo 3 o apóstolo declara sua própria posição como ministro da igreja deste mistério divino (1-13), e ora para que possam compreender e gozar de tudo que Deus preparou para eles (14-21). Os capítulos 4 a 6 são uma longa exortação para que andem dignos de seu elevado chamamento em todas as relações da vida atual. A epístola aos romanos, tratado de Leste ao Oeste, era a declaração completa de Paulo do meio de salvação. A epístola aos efésios, dirigida do Oeste ao Leste, era sua declaração completa do propósito inteiro de Deus na história humana. Pode ser dito que marca o clímax da sua instrução teológica. G. T. P.

Antes que a epístola aos efésios fosse escrita, Paulo tinha visto uma nova comunidade espiritual surgir no mundo, composta de pessoas de raças diferentes; ele tinha ensinado que esta comunidade, a igreja, é o corpo do Cristo (Rm 12.5; 1 Co 12.27; Cl 1.18; 2.1);  e ele tinha enfatizado a importância da harmonia entre seus membros (Rm 12.4-8; 1 Co 12.12-30). Escrevendo desta vez às igrejas na província da Ásia, cuja sociedade era composta de elementos raciais bem diversos e entre os quais teorias especulativas predominantes tendiam subordinar o Cristo, era natural para o apóstolo dar proeminência à concepção do Cristo como a cabeça do corpo da igreja (Ef 1.22,23), de quem o corpo inteiro se moldou e se juntou com aquele que forneceu cada junção, de acordo com o funcionamento na medida devida às várias partes, cresce num corpo perfeito para se edificar em amor (4.16; cp. 2. 11-22). E não só era a proeminência deste pensamento natural neste tempo numa carta de Paulo aos cristãos na província da Ásia; mas tal expressão de seu pensamento maduro sobre o Cristo era para ser esperado sob estas condições de cujo interesse profundo no assunto é testemunhado por suas epístolas anteriores. J. D. D.  †  — (Dicionário da Bíblia de John D. Davis©


Vide mais sobre a epístola aos efésios nos Estudos Espíritas.

Vide também: Introdução à Carta aos Filipenses


.

Abrir