Súmulas Biográficas | Timóteo

Bíblia do Caminho Súmulas Biográficas

Timóteo


Timóteo, [venerando ou adorando Deus].

O companheiro e assistente famoso de Paulo. As expressões que o apóstolo se aplica a ele, “meu filho muito amado, e fiel no Senhor” (1 Co 4.17), “amado filho na fé” (1 Tm 1.2, etc.), parece não indicar só o amor do apóstolo para com seu jovem amigo, mas também que ele tinha sido o meio de conversão de Timóteo. De qualquer modo  isto fica claro (2 Tm 1.5; 3.11) quando em sua primeira jornada missionária Paulo visitou Lystra em Lycaonia encontrando Eunice, mãe de Timóteo  e sua avó Lóide [irmã de Onesíforo, cf. Paulo e Estêvão] convertidas a Cristo, e que Timóteo era velho o suficiente para ser instruído na nova fé que sua mãe adotou. Entretanto sua mãe era judia e seu pai gentio (At 16.1). Por um lado, ele desde criança havia sido instruído no A. T. (2 Tm 3.15); embora ainda não houvesse sido circuncidado (At 16.3). Mas, se convertido por Paulo ou pela instrução de sua mãe, Timóteo logo ficou ativo no trabalho cristão, de forma que quando alguns anos mais tarde, Paulo em sua segunda jornada novamente visitou Lystra verificou que o jovem era bem conhecido pelos irmãos de Lystra e Iconium (16.2). Já a voz profética havia indicado que Timóteo estava destinado a serviço especial (1 Tm 1.18; 4.14). Paulo então determinou levá-lo consigo; e o jovem homem foi separado para o trabalho de evangelista pela imposição de ambas as mãos de Paul e do presbítero (4.14; 2 Tm 1.6). A seu pedido também, para não ofender os judeus, Timóteo foi circuncidado; indicando o apóstolo deste modo seu desejo de não ofender nenhum princípio e conciliar aqueles entre os quais ele teria que começar seu trabalho. Depois disso as fortunas de Paulo e Timóteo eram unidas. Ele evidentemente acompanhou o apóstolo pela Galácia, então para Trôade e Filipos, e depois para Tessalônica e Bereia, mencionado em (17.14) e que ele e Silas permaneceram em Bereia quando Paulo continuou para Atenas. Paulo mandou dizer para eles seguirem para Atenas rapidamente (17.15); em 1 Ts 3.1,2 aparece que ele devolveu Timóteo para Tessalônica, e que Silas e Timóteo não se reuniram a ele até que alcançassem Corinto (At 18.5; 1 Ts 3.6). Timóteo então permaneceu com Paulo em Corinto (1 Ts 1.1) e provavelmente, embora seu nome não seja mencionado, acompanhou o apóstolo em seu retorno. Nós só ouvimos falar dele durante o ministério de Paulo em Éfeso. Paulo nos informa isto em 1 Co 4.17, antes de escrever aquela epístola, ele enviou Timóteo para Corinto a fim de corrigir abusos lá. Ainda por alguma razão, como vemos em 1 Co 16.10, existia uma possibilidade de Timóteo não alcançar Corinto, e de fato nós não sabemos se ele conseguiu ou não. De qualquer modo ele parece ter retornado a Éfeso, porque logo antes de Paulo deixar aquela cidade Timóteo e Erasto precederam-no na Macedônia (At 19.22), onde Paulo logo juntou-se a seu jovem amigo (2 Co 1.1). Junto eles foram a Corinto (Rm 16.21), e Timóteo é mencionado como uma das companhias que escoltou o apóstolo em seu retorno do terço jornada em direção a Jerusalém (At 20.4). Se Timóteo foi com o apóstolo para Jerusalém não aparece. Nenhuma menção dele acontece durante o encarceramento em Cesareia ou na viagem para Roma. Mas nas epístolas escritas de Roma seu nome acontece (Fp 1.1; 2.19-22; Cl 1.1; Filemom 1). Ele deve evidentemente ter seguido o apóstolo para a capital, e era seu dedicado colaborador. Depois do apóstolo ser solto, ele parece ter mais que nunca confiado encargos aduaneiros importantes a Timóteo. Em 1 Tim., nós achamos que ele tenha sido encarregado da igreja em Éfeso. Era um posto de responsabilidade e dificuldade, especialmente por ser ainda um homem jovem (1 Tm 4.12). Falsos mestres deviam ser combatidos, oficiais deviam ser designados, costumes da igreja deveriam ser organizados ou regulados. A posição de Timóteo parece ter sido a de um deputado apostólico, e não ficamos assombrados ao ver Paulo escrever para ele uma epístola especial na qual relaciona sua tarefa. Para Timóteo ele também escreveu sua última epístola logo antes de sua morte (2 Tim.). Quase só, e com a morte iminente, Paulo desejou ardentemente a presença de seu “filho” (2 Tm 4.9, 21), e para ele revelou seu coração inteiro. É provável que Timóteo tenha alcançado Paulo antes de sua morte, mas nós não sabemos. A única referência adicional para ele é Hb 13.23. Dele nós aprendemos que Timóteo sofreu encarceramento, mas tinha sido posto em liberdade novamente. Se aquela epístola foi escrita por Paulo, a prisão de Timóteo deve ter acontecido durante o período em que Paulo foi solto de sua segunda prisão. Se a epístola para o hebreus não foi escrita por Paulo, então nós podemos crer que Timóteo estava junto de Paulo e durante algum tempo compartilhou sua prisão. Esta, porém, é mera conjectura. Nós não sabemos nada certamente dos últimos anos de Timóteo. — (Dicionário da Bíblia de John D. Davis©


.

Abrir