Bíblia do Caminho Testamento Redentor

Apocalipse de S. João  † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 18

(Versículos e sumário)

18 E depois disto vi descer do Céu outro anjo, que tinha um grande poder; e a terra foi iluminada da sua glória.

2 E exclamou fortemente, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia; e se converteu em habitação de demônios, e em retiro de todo o espírito imundo, e em guarida de toda a ave hedionda e abominável.

3 Porque todas as nações beberam do vinho da ira da sua prostituição; e os reis da terra se corromperam com ela; e os mercadores da terra se fizeram ricos com o excesso das suas delícias.

4 Depois ouvi outra voz do Céu, que dizia: Sai dela, povo meu; para não serdes participantes dos seus delitos, e para não serdes compreendidos nas suas pragas.

5 Porque os seus pecados chegaram até ao céu, e o Senhor se lembrou das suas iniquidades.

6 Tornai-lhe assim como ela também vos tornou; e pagai-lhe em dobro, conforme as suas obras; no cálice que ela vos deu a beber, dai-lhe a beber dobrado.

7 Quanto ela se tem glorificado e tem vivido em deleites, tanto lhe dai de tormento e pranto; porque diz no seu coração: Eu estou assentada como rainha; e não sou viúva; e não verei o pranto.

8 Por isso num mesmo dia virão as suas pragas, a morte, e o pranto, e a fome, e ela será abrasada em fogo; porque é forte o Deus que a há de julgar.

9 E chorarão, e ferirão os peitos sobre ela os reis da terra, que fornicaram com ela, e viveram em deleites, quando eles virem o fumo do seu incêndio;

10 Estando longe por medo dos tormentos dela, dirão: Ai, ai daquela grande cidade de Babilônia, aquela cidade forte; porque num momento veio a tua condenação.

11 E os negociantes da terra chorarão e se lamentarão sobre ela; porque ninguém comprará mais as suas mercadorias;

12 Mercadorias de ouro e de prata e de pedras preciosas e de pérolas e de linho finíssimo e de escarlata e de seda e de grã (e toda a madeira odorífera e todos os móveis de marfim e todos os móveis de pedras preciosas, e de cobre e de ferro e de mármore.

13 E de cinamomo) e de cheiros de bálsamos e de incenso e de vinho e de azeite e de flor da farinha e de trigo e de bestas de carga e de ovelhas e de cavalos e de carroças e de escravos e de almas de homens.

14 E os frutos do desejo da tua alma se retiraram de ti, e todas as coisas pingues, e formosas te têm faltado e não as acharão jamais.

15 Os mercadores destas coisas, que se enriqueceram, estarão longe dela por medo dos tormentos dela, chorando e fazendo pranto.

16 E dizendo: Ai, ai daquela grande cidade, que estava coberta de linho finíssimo de escarlata, e de grã, e que se adornava de ouro, e de pedras preciosas, e de pérolas.

17 Que numa hora têm desaparecido tantas riquezas; e todos os pilotos, e todos os que navegam no mar, e os marinheiros, e quantos negociam sobre o mar, estiveram ao longe.

18 E vendo o lugar do incêndio dela, clamaram, dizendo: Que cidade houve semelhante a esta grande cidade?

19 E lançaram pó sobre as suas cabeças, e fizeram alaridos; chorando e lamentando diziam: Ai, ai daquela grande cidade, na qual se enriqueceram todos os que tinham navios no mar, dos preços dela; que numa hora foi desolada.

20 Exulta sobre ela, ó Céu, e vós, santos apóstolos e profetas; porque Deus julgou a vossa causa quanto a ela.

21 Então um forte anjo levantou em alto uma pedra, como uma grande mó de moinho, e lançou-a no mar, dizendo: Assim com este de Babilônia, de sorte que ela se não achará ímpeto será precipitada aquela grande cidade jamais.

22 E não se ouvirá mais em ti nem a voz de tocadores de cítara, nem de músicos, nem de tocadores de flauta e de trombeta; nem se achará mais em ti artífice algum de qualquer mister que seja; nem se tornará mais a ouvir em ti o ruído da mó;

23 E não luzirá mais em ti a luz das lâmpadas; nem se ouvirá mais em ti a voz do esposo e da esposa; porque os teus mercadores eram uns príncipes da terra, porque nos teus encantamentos erraram todas as gentes.

24 E nela foi achado o sangue dos profetas, e dos santos e de todos os que foram mortos sobre a terra.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: A versão Corrigida e revisada, fiel de Almeida; Novum Testamentum Graece 28th revised edition, edited by Barbara Aland and others; Parallel Greek New Testament by John Hurt


.

Abrir