Bíblia do Caminho Testamento Redentor

2ª Epístola de S. Paulo aos Coríntios  † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 11

(Versículos e sumário)

11 Praza a Deus que tolereis ainda um pouco a minha insipiência! Mas, enfim, suportai-me.

2 Porque com divino zelo, desvelo-me por vós. Porquanto vos apresentei Cristo, por vosso único varão a desposar-vos como virgem casta.

3 Mas temo que, assim como a serpente com sua astúcia enganou Eva, vossos sentimentos também sejam corrompidos e se apartem da simplicidade que há no Cristo.

4 Porque se vier alguém vos pregar outro Cristo, que nós não temos pregado, ou que aceiteis outro Espírito, que não o tenhais aceito; ou outro Evangelho, que não haveis recebido, bem o apadrinharíeis.

5 Porque estimo que em nada me fiz menor dentre os maiores apóstolos.

6 Porque ainda que eu seja inapto nas palavras, não o sou na ciência; pois em tudo vo-lo temos manifestado.

7 Ou porventura pequei, humilhando-me para que fôsseis exaltados? Porquanto gratuitamente vos evangelizo com o Evangelho de Deus.

8 Espoliei [porventura] outras igrejas, recebendo delas estipêndio para vos servir?

9 E, quando estive convosco, carente, não fui oneroso a ninguém, porque minhas necessidades foram supridas pelos irmãos que vieram da Macedônia; em tudo me guardei, e guardarei, de vos ser pesado.

10 Pelas verdades do Cristo que trago em mim, esta glória não me será infringida nas regiões da Acaia.

11 Por quê? Será por que não vos amo? Deus o sabe.

12 Mas o que faço, fá-lo-ei ainda para não dar ocasião àqueles que buscam um pretexto de se gloriarem, comparando-se conosco.

13 Porque os tais falsos apóstolos são obreiros dolosos, transfigurando-se em apóstolos do Cristo.

14 E não vos admireis, porque o próprio Satanás transfigura-se em anjo de luz;

15 Não é demais, pois, que seus ministros se transfigurem em ministros da justiça; cujo fim será segundo suas próprias obras.

16 Outra vez digo: (que ninguém me tenha por insensato, doutro modo aceitem-me como tal, para que eu tenha um pouco de que gloriar).

17 O que digo com respeito à glorificação, não o digo conforme o Senhor, senão por insipiência.

18 Pois que muitos se gloriam segundo a carne, também eu gloriarei.

19 Porque soportais de bom grado aos insensatos, quando vós mesmos sois sábios.

20 Porque suportais a quem vos escraviza, a quem vos devora, a quem vos subtrai, a quem vos ensoberbece, a quem vos esbofeteia a face.

21 Falo com vergonha, como se nós fôssemos fracos; mas naquilo que alguém ousa, (falo por insipiência) ouso eu também.

22 São hebreus, eu também; são israelitas, eu também; são descendência de Abraão, eu também;

23 São ministros do Cristo, (digo-o como o menor dos sábios) eu mais ainda; em muitíssimos labores, nos cárceres inúmeras vezes, nos demasiados açoites e freqüentemente exposto à morte.

24 Por cinco vezes recebi dos judeus os quarenta açoites menos um.

25 Por três vezes fui açoitado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia estive à deriva em mar profundo.

26 Em meus itinerários muitas vezes estive em perigos de rios, de ladrões, dos meus compatriotas, dos gentios, na cidade, no deserto, no mar, entre falsos irmãos,

27 Em labor e miséria, em muitas vigílias, com fome e sede, em muitos jejuns, em frio e desnudez.

28 Além destas questões extrínsecas, tenho minhas instâncias cotidianas e a solicitude contínua para com todas as igrejas.

29 Quem enfraquece, que eu não enfraqueça? Quem escandaliza, que eu não abrase?

30 Se importa gloriar, quais das minhas fraquezas são gloriáveis?

31 Deus e Pai do nosso Senhor Jesus Cristo, que é bendito por todos os séculos, sabe que não minto.

32 Em Damasco, o preposto do rei Aretas custodiava a cidade dos damascenos para me prender;

33 Mas desceram-me num cesto por uma janela, muralha abaixo, e assim escapei das suas mãos.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: A versão Corrigida e revisada, fiel de Almeida; Novum Testamentum Graece 28th revised edition, edited by Barbara Aland and others; Parallel Greek New Testament by John Hurt


.

Abrir